• sáb. dez 2nd, 2023

Caso Brennand: Justiça retoma audiência de segunda denúncia e deve ouvir empresário e tatuador nesta segunda-feira

0 0
Read Time:4 Minute, 23 Second

Segundo o Tribunal de Justiça, todas as testemunhas do caso já foram ouvidas. Nesta denúncia, mulher diz ter sido obrigada a tatuar as iniciais de Thiago Brennand em seu corpo. Ao todo, há seis julgamentos em andamento na Justiça, mas o empresário é réu em nove processos criminais.

O Tribunal de Justiça de São Paulo retoma, nesta segunda-feira (4), a audiência virtual de mais um processo contra Thiago Brennand na 1ª Vara de Porto Feliz (SP). A sessão deve se iniciar às 13h30 com o interrogatório do empresário e do tatuador, réus nesta denúncia.

A sessão desta segunda-feira trata do caso de uma mulher que acusa Brennand de estupro, cárcere privado e de ter sido obrigada a tatuar as iniciais dele em seu corpo.

De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ), 11 testemunhas de defesa foram ouvidas na última audiência, realizada no dia 28 de agosto. A primeira foi realizada no dia 3 de julho, e a segunda no dia 31. Esta, no entanto, precisou ser interrompida devido a problemas técnicos e foi retomada no dia 14 de agosto.

A sessão desta segunda-feira trata do caso de uma mulher que acusa Brennand de estupro, cárcere privado e de ter sido obrigada a tatuar as iniciais dele em seu corpo.

De acordo com o Tribunal de Justiça (TJ), 11 testemunhas de defesa foram ouvidas na última audiência, realizada no dia 28 de agosto. A primeira foi realizada no dia 3 de julho, e a segunda no dia 31. Esta, no entanto, precisou ser interrompida devido a problemas técnicos e foi retomada no dia 14 de agosto.

Neste processo, o empresário responde a 21 acusações e foram arroladas 47 testemunhas, no total. De acordo com o TJ, a vítima e 11 testemunhas de acusação já foram ouvidas.

Ao todo, há seis julgamentos em andamento na Justiça, mas ele é réu em nove processos criminais.

As denúncias contra Thiago Brennand em Porto Feliz são investigadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Sorocaba (SP).

Outras audiências
O empresário é réu em três processos em Porto Feliz. A primeira audiência na cidade foi no dia 30 de maio, referente ao processo em que uma norte-americana o acusa de estupro. A audiência foi retomada no dia 21 de junho.

Já o segundo processo, referente à denúncia de uma mulher que acusa Brennand de estupro, cárcere privado e de ter sido obrigada a tatuar as iniciais dele em seu corpo, teve a primeira audiência no dia 3 de julho.

O terceiro processo que Brennand responde em Porto Feliz é referente ao caso de uma mulher que alega ter sido estuprada pelo empresário na mansão dele, em um condomínio na cidade. A primeira audiência foi realizada no dia 28 de julho, e retomada no dia 7 de agosto.

Ao todo, referentes a este processo, foram ouvidas a vítima, uma testemunha de acusação e cinco testemunhas de defesa. O caso foi retomado no dia 25 de agosto, com o interrogatório do réu, Thiago Brennand.

O empresário também responde a outros três processos na capital. Em 27 de julho, foi realizada a primeira audiência do empresário referente a outro caso: o de agressão contra uma modelo e atriz em uma academia da capital paulista.

Já no dia 8 de agosto, a Justiça realizou outra audiência referente à denúncia feita pela estudante de medicina e miss Stephanie Cohen por estupro, constrangimento ilegal e gravação de cena sexual.

De acordo com o TJ, nenhum desses casos teve sentença proferida e ainda não há previsão para que sejam finalizados, já que há pedidos de diligência e prazos a serem cumpridos.

O nome de Brennand ficou conhecido depois que o Fantástico mostrou imagens exclusivas nas quais o empresário aparece agredindo a atriz Helena Gomes dentro de uma academia em São Paulo. Neste caso, ele responde pelos crimes de lesão corporal e corrupção de menores, já que teria incentivado o próprio filho adolescente a ofender Helena.

Depois que a reportagem foi ao ar, outras mulheres procuraram o Ministério Público de São Paulo para denunciar o empresário por crimes como estupro, agressão, ameaça, cárcere privado e injúria.

Segundo as vítimas, os crimes ocorreram entre 2021 e 2022, em uma casa que Thiago Brennand tem em um condomínio de luxo em Porto Feliz.

Uma das mulheres disse que foi mantida em cárcere privado, sofreu agressões, teve um vídeo íntimo divulgado sem consentimento e que foi forçada a fazer uma tatuagem com as iniciais do empresário. A Corregedoria da Polícia Civil investiga a delegada Nuris Pegoretti por suspeita de ter favorecido o suspeito no caso.

Já uma estudante de medicina acredita que foi dopada pelo empresário durante um jantar. Um ex-funcionário, que conviveu com Thiago Brennand por 15 anos, disse que ele batia e dava choques no próprio filho.

Além disso, um garçom que trabalha em um hotel dentro do condomínio afirma ter sido agredido pelo empresário. Já o caseiro de uma propriedade no mesmo local alega ter sido ameaçado por Brennand.

No total, o empresário e herdeiro é réu em nove processos criminais e, em seis deles, tem prisões decretadas por estupro, agressão, cárcere privado e ameaça. Brennand está preso no Brasil desde 29 de abril, após ficar oito meses nos Emirados Árabes.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário